A Grill Academy

Sons, aromas e sabores da cozinha ao ar livre

Sou um absoluto entusiasta dos grelhados, embora não tenha alcançado ainda o estatuto de campeão. Há anos que grelho muito mais do que simples hambúrgueres e salsichas, mas gostaria de expandir o meu repertório. Por isso, inscrevi-me num curso da Weber Grill Academy, em Amersfoort, com o objetivo de aprender algumas técnicas para tornar os meus grelhados ainda mais saborosos — e, se possível, aperfeiçoar os meus dotes de mestre da grelha. Na porta ao lado, fica uma escola que frequentaria regularmente com todo o prazer. Esperam-nos diversas bancadas de preparação de alimentos e a mesa está posta para 15 convidados. “Torne-se num campeão dos barbecues”, lê-se numa das parede em letras verdes em líquen.
A Weber Original Store & Grill Academy em Amersfoort, na Holanda, é um verdadeiro achado para os amantes do barbecue. A loja encontra-se numa das extremidades do edifício onde pode encontrar à venda toda a gama de produtos Weber, incluindo uma oferta impressionante de utensílios e acessórios. Na extremidade oposta, situa-se a Grill Academy, local onde são lecionados diversos cursos de barbecue.
Na zona de grelhados coberta, os quatro ou cinco barbecues da gama Weber já se encontram acesos. Esta tarde, somos 14 homens, entre grupos de amigos, um pai acompanhado do filho — uns são principiantes, outros já têm alguma prática.
Os nossos anfitriões, Yorick e Bram — chefs da Grill Academy — são visivelmente apaixonados pelo seu trabalho. Já cozinham na grelha há muitos anos e, hoje, estão aqui para nos mostrarem diversos métodos e técnicas.


Esta é uma escola que frequentaria regularmente com todo o prazer.



Dividimo-nos em grupos, sendo que cada um fica responsável pela confeção de um prato que, mais tarde, será servido aos restantes participantes. O curso começou da melhor forma: foram-nos servidos snacks para petiscar, enquanto o Yorick nos apresentava a gama completa: o Yorick tem um gosto pessoal por cozinhar a carvão e adora o Summit Charcoal Grill, um grelhador a carvão topo de gama da marca Weber, onde hoje vai confecionar um bife de lombo grelhado. Mas, antes de mais, vai grelhar uma posta de salmão, previamente marinada e temperada, no Grelhador Smoky Montain da Weber. Enquanto o salmão está na grelha, eu ajudo-o a preparar um frango com cerveja, que é um dos meus pratos prediletos. Untamos os frangos com azeite e especiarias e colocamo-los num tabuleiro próprio para assados. Este método é mais fácil e higiénico do que o método tradicional de introdução de uma lata de cerveja no interior do frango.
Os outros grupos ficam responsáveis pela confeção da mistura com a qual temperamos o lombo de porco e pela preparação do caril de vegetais tailandês num wok. Este juntamente com a bancada onde o frango é preparado compõem os acessórios do "Gourmet BBQ System" que encaixam num orifício no meio do grelhador, abrindo o leque de opções de pratos que normalmente não associaríamos ao barbecue. E, num instante, os primeiros pratos estão prontos a serem provados. Sentamo-nos e conversamos enquanto saboreamos o salmão grelhado servido com um risotto cremoso. O meu "colega de grupo" recebeu este curso como presente do filho. Começo a pensar que o filho dele devia falar com a minha mulher — afinal de contas, há cursos para todos os gostos!
Enquanto preparamos uma mistura de especiarias com a qual untamos um lombo de carne de vaca, aprendemos a atar o lombo para que este tenha uma espessura uniforme, e o deixamos alourar ligeiramente de todos os lados para, em seguida, o colocarmos no Grelhador Summit sobre uma fonte indireta de calor, o frango fica pronto a servir.
E é tão mais saboroso do que o meu, super tenro e suculento. E acabei de descobrir que o segredo deste sabor é o iGrill. Já tinha ouvido falar, mas agora rendo-me às evidências: basta colocar uma sonda na parte mais espessa da carne e, em seguida, ligá-la a um termómetro digital. O termómetro apita quando a carne atingir a temperatura ideal. Depois, é deixar a carne repousar antes de servir. Acabei por descobrir que tenho a tendência para deixar o frango demasiado tempo na grelha.
Enquanto esperamos pelos pratos, Bram e Yorick fazem-nos um teste: pedem-nos para provar bifes cozinhados em grelhadores elétricos, a gás e a carvão, e tentar identificar as diferenças. Apenas um de nós notou a diferença! Depois de me deliciar com um belo bife servido com batatas doces assadas diretamente sobre o carvão e brócolos de rotisserie, e de petiscar uns pedacitos de lombo de porco com especiarias, fiquei cheio. E ainda falta a sobremesa: bolinhos de chocolate húmidos confecionados sobre uma fonte de calor indireta no grelhador Genesis a gás. A precisão oferecida por este grelhador a gás faz com que os bolinhos fiquem tão apetitosos como se tivessem sido feitos num forno tradicional.
Para além de aprimoramos os nossos dotes de cozinha, fizemos amigos e aplaudimos fervorosamente cada membro do grupo que vai recebendo o certificado de final de curso.
Dois dias mais tarde, já em casa, recebi o meu iGrill, retirei-o da caixa e usei a sonda para preparar um frango com cerveja. Ato as asas e as pernas em torno do corpo do frango, tal como aprendi no curso, e espalho o molho no interior e sobre a pele. O resultado é um frango tão delicioso como o que preparámos na Grill Academy. A minha mulher jamais usaria o termo "campeão do barbecue". Mas dá para perceber que já me considera como tal.

Dealers

Cookies

Ao continuar a navegação no site sem modificar os seus parâmetros sobre os cookies, consideramos que está a aceitar a utilização dos cookies para melhorar o nosso sitio web, os nossos productos e serviços. Saiba mais aquí.